PETIT COMITÉ BLOG:




terça-feira, 14 de julho de 2009

É AQUI O CASAMENTO?

fotomontagem sobre fotos de Sendi Morais/ÉPOCA e Fabio Cardoso/Corbis/LatinStock

E a polêmica  continua!

Explicando-me:

Algumas noivas tem jogado além do buque para as solteiras, um sapinho de pelúcia...(tem varias lojas inclusive customizando-os...)

Noivas  ainda oferecem como Buffet (e não fim de noite.. o que acho perfeito) guloseimas de criança... e pedem decor com bexigas e algodão-doce... e até casamento temático junino. Matéria da Revista Época afirma ser uma “volta a infância”...leia na integra aqui.

 Eu continuo pro clássico, tradicional e elegante como sempre... claro!!! 

E sugiro guardar algumas idéias criativas e super válidas para sua festa de 01 ano de casada... ou de aniversário...por exemplo!

OPNIÃO DO CONVIDADO:  O você  o que acharia  de ganhar um sapinho, um balão ou  ainda se  convidado para um casamento temático junino, o que acha que deveria dar de presente?

UPDATE:  Nada contra o sapo especificamente ( é tão rapidinho que até passa desapercebido) o conceito como um todo é que me levantou algumas questões...

IMAGEM: Revista Época.

13 comentários:

Anônimo disse...

nossaaa!!!! Acho que nem iria para um casamento Arrial... falta de respeito vai!
kika

Julia Niquet disse...

hehe. concordo plenamente. as vezes falta bom senso.

Fernanda Floret disse...

Eu concordo em preferial o tradicional e clássico. Acho que cada noiva quer tanto cada vez mais diferenciar seu próprio casamento, parece uma competição de quem faz mais coisas diferentes, e acaba surgindo essas aberrações...

Rach disse...

Nossa, mais uma vez eu concordo com vocÊ! Acho que criatividade tem limite! Na minha opinião as pessoas estão passando um pouco da conta no quesito criatividade e, tentando ser originais, acabam transformando o casamento num circo!!!
Tem jeito não, sou clássica !! AMO TODA a pompa que um casamento exige!
Mas, gosto é gosto !!
Beijos

Paula Vallias disse...

A, é aquela coisa, se os noivos querem né, fazer o que?
Mas eu também sou 100% o tradicional... acho que a gente tem taaaantas oportunidades para fazer uma festa, an, diferente (digamos assim)... Para que justo o casamento?
Também não consigo processar essa ideia de jogar sapo... Ainda bem que nenhuma das minhas noivas resolveu aderir, pelo menos não ainda...rs

Beijo

Petit Comité disse...

Obrigada pelas respostas!!! Mas nada específicamente contra o jogar o sapo em si (que é tão rapidinho...). O conceito como um todo, muitas invenções e temas infantis que me levantou algumas questões: Afinal os convidados gostam? E casamento não é a cima de tudo dividir um momento especial da vida, a união de um casal? Um bjo!

camila pasqua disse...

Sou muito muito muito a favor do casamento tradicional.. se vc comeca a inovar deixa de ser um casamento e vira uma festa tematica.. isso tem que ser em outra ocasiao.. cha bar, aniversario etc!!!
beijos

Constance Zahn disse...

Palavras de Costanza Pascolato:

"(...)O problema é quando parece que todo esse investimento parece ser movido apenas pelo desejo de fazer um estranho show (...)
Isso é cafona. Priorizar o espetáculo e despersonalizar a cerimônia.
Adotamos americanismos detestáveis quando o assunto é casamento."

Depois disso, não tenho mais nada a acrescentar!rs Viva Costanza!

Bjs

Petit Comité disse...

Gente ....e ninguém defende o sapo?

Vanessa disse...

Adoro casamentos tradicionais!!! Acho que são os mais elegantes, mesmo que não haja festa, são sempre clássicos!

Tradicional sempre!!!

Beijos

Alligare disse...

Eu defendo o sapo! Manda um sapo embora pq agora vc tem um príncipe!
Bjs, Mo Almeida

Janete Pimenta disse...

Flávia, olha o sapo não é nada, acho até fofinho...são aqueles casos que mesmo sendo uma "inovação", pelo menos é bonitinho, tem um sentido do "Príncipe Encantado" e etc.
Enfim, as mais modernas e descoladas fazem sem problema, as mais clássicas ou não gostam ou detestam mesmo...é gosto! Mas em si eu não vejo problema.
Mas eu já cheguei a ler o absurdo, porque só pode ser devaneio de uma pessoa em querer inovar tanto, fazer algo tão diferente que chega ao ridículo. Mas eu JÁ li que uma noiva queria jogar uma galinha(de pano) em vez do bouquet...rsrsrrsrrsr...sim, uma galinha, vc tem noção disso? gente, será q a tal pessoa não percebe q além de completamente ridículo, no sense, é ofensivo as convidadas?
pensou que parou por aí? não...tem mais uma: uma outra citou a dança do abacaxi( seria feita uma roda, rapazes e moças, e fariam como a dança da cadeira, só que com um abacaxi na mão, rodando de mão em mão, qdo a música parasse, a pessoa saia da roda até ficar o bendito abacaxi com a última pessoa que seria o "sorteado"...rsrsrrssr...e que significaria que seria o próximo a casar) - quer coisa mais ridícula e sem noção do que isso.
Essa eu tive que me manisfestar e escrever na época...porque para alguns, casamento virou circo e pior: Circo dos horrores.
Então, pra mim, o problema não é ter algo inovando ou sendo casamento temático, mas sim o bom senso, porque pra tudo na vida existe um limite, qdo ultrapassamos, beiramos ao exagero e ridículo.
Desculpe texto enorme, mas esses 2casos eu não esqueço...rsrsrrs
bjus
Jan

Manuela disse...

Casamento arraial??? Misericórdia!

Constanza falou tudo! é cafonaaa!!!