PETIT COMITÉ BLOG:




quarta-feira, 24 de março de 2010

HINO AO AMOR

PRIMEIRA CARTA DE SÃO PAULO AOS CORÍNTIOS, CAP. 13

“... Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e näo tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.

E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e näo tivesse amor, nada seria.

E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e näo tivesse amor, nada disso me aproveitaria.

O amor é sofredor, é benigno; o amor näo é invejoso; o amor näo trata com leviandade, näo se ensoberbece.
Não se porta com indecência, näo busca os seus interesses, näo se irrita, näo suspeita mal;

Näo folga com a injustiça, mas folga com a verdade;

Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

O amor nunca falha; mas havendo profecias, seräo aniquiladas; havendo línguas, cessaräo; havendo ciência, desaparecerá;

Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos;
Mas, quando vier o que é perfeito, entäo o que o é em parte será aniquilado.

Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.

Porque agora vemos por espelho em enigma, mas entäo veremos face a face; agora conheço em parte, mas entäo conhecerei como também sou conhecido.

Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor...”

em Grego

“...Ean tes gloses ton anthropon lalo ke ton angelon...”

em Italiano – Inno alla Caritá

“...Se anche parlassi le lingue degli uomini e degli angeli...”

em Inglês- Hymn to Love

“...If I speak in the tongues of men and of angels...”

em Francês -  Hymne à l'amour

“...Quand je parlerais les langues des hommes et des anges...”

7 comentários:

Lu a Dois disse...

Lindo post !!!!
Sem amor nada seríamos !!!:) bjs

Norma disse...

Flavinha,esta carta de São Paulo é muito profunda, pena é que o amor anda faltando em tantas famílias...
e seria o remédio para a vida da humanidade. Beijos, Norma.

Dra. Paula disse...

Olá! O hiperink da versão em francês não veio. Queria tanto...
Bjos
Paula

Anônimo disse...

é lindo mesmo....
no meu casamento (34 anos atrás), cada padrinho leu uma estrofe!!!!
mila

Anônimo disse...

Vou copiarrrr!!!1

Silvana Farouch disse...

enamorada por homens e anjos e anjos e homens
Sil

Flavia Fonseca Moraes disse...

Que delícia de coincidência!
Não sabia que os padrinhos dos meus pais haviam lido esse texto no casamento deles!

:) :) :)